fbpx

Prótese de Mama

PRÓTESE DE MAMA – FAST TRACK RECOVERY – RECUPERAÇÃO RÁPIDA

Esta técnica utilizada no procedimento de prótese de mama, consiste em realizar um planejamento pré-operatório de cirurgia minucioso baseado nos tecidos e educação da paciente sobre todo o processo de escolha de seus implantes, cirurgia e participação da paciente nos cuidados do pós-operatório.

A cirurgia pode ser realizada em uma hora, além de causar menos trauma aos tecidos e menos sangramento. Sendo assim a paciente pode se movimentar logo após o procedimento cirúrgico, erguendo os braços acima da cabeça e retornando às suas atividades de rotina em 24 horas.

Outro ponto positivo, é que cirurgia sendo realizada em menos tempo, possibilita uma sedação mais leve. O que também vai impactar positivamente nas primeiras horas de pós-operatório.

Para quem é indicada a cirurgia de prótese de mama

É indicada para mulheres que estão insatisfeitas com a aparência dos seios e desejam melhorar a auto-estima. Entre as indicações para a cirurgia de prótese de mama, estão:

  • Seios muito pequenos;
  • Perda considerável de peso, que resulta em falta de firmeza e sustentação;
  • Diferença de tamanho entre os seios.

A idade mínima indicada para a realização da cirurgia de prótese de mamas é de 15 anos de idade, com autorização dos pais. No entanto, o principal critério para essa decisão é que os seios já tenham se desenvolvido completamente, para não comprometer o formato natural da região mamária.

Como é feita a avaliação

As consultas pré-operatórias são parte indispensável do processo de aumento da mama. Nela vamos definir pontos muito importantes como:

  • Avaliação da saúde da paciente para realizar o procedimento;
  • Compreender as motivações e intenções e definir se a cirurgia pode ajudar;
  • Avaliar as características dos tecidos da mama e suas medidas e escolher um volume de prótese individualizado para cada caso;
  • Discutir as vantagens, desvantagens, riscos e limitações do procedimento;
  • Solicitar as avaliações de saúde necessárias.

Como é feita a escolha da prótese de mama

Escolher uma prótese adequada para o porte de cada mulher é um grande desafio e também um importante desfecho para a cirurgia. Utilizar medidas de tamanho da mama e qualidade da pele permite que a escolha seja mais assertiva e reduz os impactos negativos que próteses grandes podem ter.

Além do volume, também é definido:

  • Formato
  • Perfil
  • Superfície (textura)
  • Fabricante

A melhor opção é definida em conjunto, em um alinhamento entre as expectativas da mulher e a avaliação médica.

Como é feita a cirurgia de prótese de mama

A cirurgia de prótese de mama é feita com anestesia geral na maior parte dos casos. O procedimento é relativamente rápido, porém o tempo pode variar com a complexidade do caso. Boa parte das pacientes tem alta no mesmo dia da cirurgia.

O posicionamento da cicatriz pode variar de acordo com o caso, no sulco mamário, ao redor da aréola ou na axila. A cicatriz no sulco é mais frequentemente utilizada.

As próteses podem ser colocadas acima ou abaixo do músculo. Na colocação abaixo do músculo, a técnica utilizada é o Dual Plane.

Para aumentar ainda mais a segurança do procedimento, utilizamos o protocolo descrito pelo Dr. William Adams, chamado de 14-Point-Plan. Traduzido ao português como 14 pontos, ele utiliza manobras e cuidados para que se reduza o risco de contratura capsular (rejeição das próteses). Entre esses cuidados estão matérias de ponta como o funil de Keller, Nipple Shields e fios farpados.

A recuperação é um capítulo à parte nessa cirurgia. Quando utilizado o protocolo de Recuperação Rápida (Fast-track Recovery ou 24h Recovery), há possibilidade de movimentar os braços logo após o procedimento.

Essa técnica foi descrita pelo médico americano John Tebbetts e é muito utilizada nos Estados Unidos. A ideia do desse protocolo de recuperação é tentar minimizar o máximo possível o trauma cirúrgico durante o procedimento. É baseada em uma compreensão e participação maior da paciente nas escolhas da cirurgia, modificações na técnica de anestesia e na forma como fazemos as cirurgias. Esses cuidados especiais também envolvem uma equipe bem treinada, com a fisioterapeuta participando ativamente do processo e auxiliando a paciente a movimentar os braços e alongar a musculatura após a cirurgia.

Vantagens desse procedimento

  • Movimentar os braços livremente após a cirurgia;
  • Dirigir em 48 a 72 horas;
  • Voltar às atividades de trabalho em 48 a 72 horas (desde que não envolva levantar pesos ou esforço físico);
  • Atividades aeróbicas leves em duas semanas;
  • Atividades de peso em 6 a 8 semanas.

O fast track recovery não deve ser considerada uma técnica propriamente dita, mas sim, um protocolo utilizado junto com a técnica de dual plane (parcialmente abaixo do músculo). Ao contrário do que algumas pessoas pensam, a técnica não pula etapas na recuperação, nem reduz ou aumenta os riscos do procedimento. Os cuidados são liberados dentro do protocolo nos momento considerados seguros de acordo com a literatura. 

Saiba mais sobre prótese mamária – confira o artigo:

Prótese de silicone: antes ou depois da gravidez