fbpx

Cirurgia para seios caídos: conheça a Mastopexia

Cirurgia para seios caídos: conheça a mastopexia

Ter seios bonitos não é apenas uma questão de tamanho: o formato também importa. Se as mamas estão flácidas e os mamilos apontam para baixo, não se preocupe, pois existe uma cirurgia para seios caídos: a mastopexia.

Também conhecida como lifting de mama, a cirurgia para seios caídos tem por objetivo proporcionar mais firmeza às mamas, tornando-as simétricas e empinadas. É um procedimento bastante procurado por mulheres que desejam ter uma aparência mais jovial, proporcional e atraente.

O efeito de seios mais firmes se dá por meio da remoção do excesso de pele, com ajuste do tecido mamário e recolocação do mamilo numa posição mais elevada. Caso a aréola seja muito grande ou desproporcional, é possível reduzir seu tamanho, deixando-o em um formato equilibrado.

Identificou-se com algumas dessas situações? Então veja como é feita a mastopexia e quais são os resultados esperados de uma cirurgia para seios caídos.

Para quem é indicada a cirurgia para seios caídos

É natural que os seios tenham o formato alterado com o passar dos anos e com as mudanças pelas quais passam o corpo da mulher. Considere buscar pelo procedimento se você tiver:

  • Seios flácidos, que perderam forma e volume ou se tornaram mais largos;
  • Mamilos que apontam para baixo;
  • Mamilos que ficam embaixo do sulco mamário;
  • Assimetria na posição dos seios.

Entre as principais razões que causam flacidez nos seios, estão:

  • Gravidez e amamentação: quando a mulher gera filhos e amamenta, seu corpo passa por muitas mudanças físicas e hormonais, que afetam o formato dos seios.
  • Envelhecimento: com o passar dos anos, a ação da gravidade sobre as mamas fica mais evidente e os músculos da região ganham flacidez. Além disso, o tecido mamário sofre atrofia, o que torna os seios mais murchos.
  • Redução significativa de peso: mulheres que passam por uma redução considerável de peso, seja por cirurgia bariátrica ou dietas restritivas, sentem os efeitos da flacidez nas mamas.

A mastopexia não é indicada para mulheres que são muito jovens e desejam engravidar. A cirurgia para seios caídos mexe com tecidos mamários. Portanto, durante o procedimento, são perdidos dutos pelos quais passa o leite materno. Essas estruturas podem se recompor, mas não totalmente.

Cirurgia para seios caídos: como é feita

Existem diversas técnicas para realizar a mastopexia. Elas variam conforme os tipos de incisões feitas nas mamas. A decisão sobre qual a melhor opção deve ser baseada na necessidade e nas condições clínicas da paciente, com avaliação criteriosa do cirurgião plástico.

Conheça os três formatos de cicatrizes possíveis na cirurgia para seios caídos:

  • Periareolar: a incisão é circular, feita ao redor da aréola, a área mais escura em volta dos mamilos. Indicada para flacidez leve, também serve para diminuir o tamanho da aréola.
  • Periareolar e Vertical: indicada para quem tem flacidez moderada, permite maior remodelação do formato do seio. Além da incisão ao redor da aréola, é feita uma linha vertical em direção à base da mama.
  • Âncora ou T invertido: usada para corrigir a flacidez mais severa, possibilita a renovação total do contorno, com remoção de pele e gordura. Envolve os dois tipos de incisões das técnicas anteriores, acrescidas de uma linha curva horizontal na base da mama.

É importante destacar que a mastopexia por si só não altera o tamanho dos seios. Caso seja o desejo da paciente, a cirurgia pode ser realizada em associação a outros procedimentos, tais como:

  • Mamoplastia redutora: para diminuir o tamanho das mamas,
  • Implante de silicone nos seios: para aumentá-los.

Cuidados necessários para a mastopexia

O primeiro passo para realizar a cirurgia para seios caídos é agendar uma consulta com profissional especializado. O médico deve ser membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBPC).

Será necessário, também, consultar-se com um anestesista, pois o procedimento envolve anestesia geral ou local com sedação assistida.

Faça os exames solicitados e resgate informações importantes do seu histórico médico e da sua família. Faça um alinhamento de expectativas com o seu médico, entenda quais os riscos do procedimento e quais os cuidados necessários antes, durante e após a cirurgia para seios caídos.

Antes da cirurgia:

  • Se for fumante, é importante parar de fumar, pois o tabagismo pode interferir no processo de cicatrização e recuperação da cirurgia.
  • Evite medicamentos que possam prejudicar a cicatrização, como aspirinas, alguns antiinflamatórios e fitoterápicos.
  • Combine com alguém para levar você para casa após a cirurgia e lhe ajudar no pós-operatório, pois seus movimentos ficam limitados nos primeiros dias.
  • Tenha hábitos saudáveis, com alimentação equilibrada e rotina de exercícios físicos.

Durante a cirurgia:

  • Feita em hospital ou centro cirúrgico;
  • É necessária anestesia local com sedação assistida ou geral;
  • As incisões são feitas de acordo com a técnica escolhida;
  • São removidas a pele excedente e o tecido mamário é reposicionado;
  • Também podem ser retiradas glândulas e excesso de gordura;
  • O procedimento pode levar entre 1h30 e 4h;
  • A internação leva cerca de 12h, então é possível sair no mesmo dia ou no dia seguinte.

Após a cirurgia:

  • Seus seios ficam cobertos por gaze e será necessário usar um sutiã cirúrgico por 30 dias;
  • Você pode ficar com drenos nas incisões para retirar excesso de fluidos ou sangue;
  • Se sentir dor, o que é normal, pode tomar medicação indicada pelo médico;
  • Evitar esforços, levantar os braços, fazer movimentos bruscos e levantar peso entre 15 e 30 dias;
  • Dormir de barriga para cima para não pressionar os seios;
  • Evitar expor os seios ao sol para não prejudicar a cicatrização;
  • Não praticar atividades físicas até que o médico autorize.

Gostou das informações? Esperamos que este artigo tenha tirado suas dúvidas sobre a cirurgia para seios caídos, a mastopexia. Quer saber mais sobre o procedimento? Entre em contato com a gente!

Publicado por: Dr. Francisco Santos Neto – Cirurgião Plástico | CRMSC 23170 | RQE 14041

Compartilhar
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

VEJA TAMBÉM